A psicologia das cores nas redes sociais

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Imagine-se em uma sala de paredes completamente amarelas. Como você se sentiria? Tranquilo ou tenso? Um ambiente de cores azuis lhe deixaria mais calmo e relaxado? Provavelmente o efeito dessas cores em você não é o mesmo, certo? 

Neste artigo, vamos falar da psicologia das cores nas redes sociais, para entender um pouquinho melhor sobre como uma cor pode interferir na escolha das pessoas por certas marcas, produtos e conteúdos. 

Acompanhe o texto!>>> Leia também: Propósito: o verdadeiro “eu” da marca

Psicologia das cores: o que é?

A psicologia das cores busca compreender como o cérebro humano identifica, entende e é influenciado por diferentes cores

Apesar de não ser uma área repleta de estudos teóricos e empíricos, é muito importante para o marketing, artes visuais, design e outras áreas criativas. Dependendo da cor, o ser humano sente, reage e faz escolhas de forma diferente, inclusive na hora de consumir determinada marca.

A cor é uma fonte inicial de informação

Satyendra Singh – professor de Marketing & International Business da Universidade de Winnipeg – divulgou algumas informações interessantes no seu artigo Impact of color on marketing

  • Em até 90 segundos de interação inicial com uma pessoa ou produto, um indivíduo forma sua opinião sobre este.
  • 62 a 90% de interação inicial é baseada em cores.
  • Cores influenciam no humor e no sentimento das pessoas – positiva ou negativamente.
  • As cores contribuem para diferenciar produtos dos concorrentes.

Portanto, a primeira impressão de um produto ou pessoa, é a que fica e as cores desempenham um papel primordial nesse processo. Além disso, são elas que nos influenciam a tomar certas atitudes, como a compra ou não de um produto ou serviço. 

 A percepção das cores não é a mesma para todos

A percepção das cores se altera de acordo com a cultura do sujeito. A cor branca, por exemplo, representa o que para você? 

Paz, pureza e inocência? A maioria dos ocidentais intui isso ao ver a cor branca. Mas, no Oriente, o branco é a cor do luto. 

O azul, por sua vez, é uma das cores que agrada a maioria das culturas. A cor laranja é a mais sagrada para os Hindus, mas os Ndembo, de Zâmbia, nem a consideram uma cor. 

Já os Celtas usavam o verde em suas cerimônias de casamento até a Igreja Cristã introduzir o branco, cor importante também para o nação indígena esquimó, que possui 17 palavras para nomeá-la. 

Com tantos significados e percepções, não há como deixar de considerar o papel das cores em nossa vida, não é mesmo?

>>> Está em dúvida sobre como apresentar produtos no instagram? Confira este artigo!

Psicologia das cores nas redes sociais

Para entendermos a influência das cores em imagens e vídeos publicados em redes sociais, precisamos compreender o significado delas para os consumidores. Vamos lá?

Cores e consumidores

As cores podem causar diversos efeitos sobre um indivíduo, desde a sensação de ansiedade até o prazer. Mas precisamos ir além para entender os motivos de algumas marcas terem perfis de consumidores diferentes, até mesmo quando ofertam um produto semelhante.

Será que há diferenças entre os fãs de Coca-Cola e os de Pepsi?

Provavelmente, sim! As pessoas se interessam por produtos que comunicam algo relacionado às suas personalidades

As roupas que você veste, as músicas que ouve, os memes e outros conteúdos que você compartilha em suas redes sociais, são formas de projeção de personalidade. 

Outros fatores influenciam, como idade, sexo e poder aquisitivo, mas, sem dúvidas, as cores que gostamos dizem muito sobre quem somos e isso se reflete no nosso consumo.

O significado das cores

Como os consumidores vêem as cores? Confira!
Amarelo: é associada a pessoas que se sentem felizes, iluminadas, enérgicas e dispostas a correr riscos. Que tal dirigir um carro amarelinho?

Azul: a cor da estabilidade, segurança, confiança, inteligência e profissionalismo. Será que isso explica o sucesso de algumas redes sociais?

Branco: além de transmitir tranquilidade, o branco evoca a sensação de juventude e modernidade.

Vermelho: a cor do dinamismo, agressividade e excitação. Quem opta por dirigir um carro vermelho, pode ter a intenção de transmitir poder, ação e confiança.

Verde: cor da juventude, natureza e serenidade. Representa o crescimento, saúde e o dinheiro.

Prata: uma das cores preferidas em automóveis, transmite a inovação e modernidade. Já reparou que muitas marcas de alta tecnologia possuem essa cor?

Preto: uma cor sofisticada, luxuosa, poderosa, misteriosa, sexy e até ameaçadora.

Uma coisa é certa: as cores têm um essencial papel na transmissão de informações e podem agir nas decisões que tomamos ao consumirmos conteúdos e produtos. 

Alguns dados – disponíveis em How Colors Affect Conversion Rate – contribuem para sustentar essa ideia.

  • 85% dos consumidores afirmam que a cor é o principal motivo para comprar um produto.
  • 66% das pessoas não compram certos aparelhos se eles não possuem suas cores preferidas.
  • Os anúncios coloridos são 26% mais reconhecidos que os em preto e branco.

Por isso, considerar a psicologia das cores nas redes sociais pode ser fundamental para o seu sucesso.

Quer aprender como usar essa estratégia nos seus negócios? Venha para o curso de Fotografia e vídeo para negócios com smartphone, da Áurea Fotográfica, em Florianópolis! Só aqui você vai aprender a utilizar e escolher as cores certas para a sua marca! 

Para conferir mais conteúdos sobre fotografia e audiovisual, acompanhe nosso blog!

Deixe sua resposta