Está começando na fotografia? Veja o que um fotógrafo iniciante precisa saber!

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Com o avanço da tecnologia, a fotografia começou a se popularizar e hoje é difícil encontrar alguém que não a admire. Muitas pessoas decidiram aprender a fotografar por conta própria, mas às vezes, dúvidas surgem. Você está começando na fotografia? Veja, neste artigo, o que um fotógrafo iniciante precisa saber!

Você não precisa ter a melhor câmera para começar

Se você já tem alguma câmera, digital ou analógica, use-a sem medo. Não é porque há várias câmeras e equipamentos sendo lançados a todo momento, que você deve sair para comprar o último lançamento.

“Mas não é melhor ter uma DSLR?”

Em quase todos os aspectos a resposta é “sim!”. As DSLRs – Digital Single Lens Reflex – possuem um tamanho de sensor maior que as compactas. Elas são mais rápidas na captação de imagens, que ficam com uma qualidade melhor.

Mas não há problema algum em usar as compactas. São ótimas para iniciantes e produzem bons resultados. Nesse momento, desenvolva suas habilidades criativas e entenda as configurações da sua câmera.

Saiba trabalhar com as configurações

Se para muitos fotógrafos profissionais é difícil definir corretamente suas câmeras, imagine para um fotógrafo iniciante. É preciso ter um pouco de conhecimento sobre isso, entender quais configurações são importantes para você fotografar melhor.

Fotografe no modo manual

Quem usa o modo automático, provavelmente sabe pouco sobre configurações. Para aprender e usar todo o potencial da sua câmera, fotografe no modo manual. Você vai achar difícil no início, mas com o tempo logo aprende!

Fotometria

É importante saber verificar o fotômetro da câmera, pois ele mede a quantidade de luz que reflete nela e assim, é possível verificar se está num nível equilibrado, muito escuro ou muito claro.
Existem fotômetros de mão e os internos às câmeras. Para identificá-lo nas DSLRs, procure por uma pequena régua na parte de baixo do menor visor onde você aproxima seu olho. Ajuste o ISO, obturador e diafragma para ver o indicador do fotômetro se mexer. Equilibre-o para ter a luz adequada.

International Standards Organization

O ISO é um sensor capaz de captar luz. Quanto maior for o ISO, mais sensível e apto a captar mais luz ele e é, mas também irá produzir uma imagem com menor qualidade, com aspecto “granulado”. 

É bom ter atenção ao usá-lo em níveis altos – a partir de 800 -, para criar uma imagem onde os erros sejam ignorados.

Diafragma

É o mecanismo responsável por controlar a entrada de luz para produzir a imagem. Quanto mais aberto, mais luz entra. Além disso, contribui para na captação da profundidade de campo. Se estiver muito aberto, mais objetos são desfocados na imagem e uma área menor estará focada. 

Para saber o nível de abertura do diafragma, observe, na câmera, a letra “f”, acompanhada por um número. “f/1” indica a maior abertura e “f/64” a menor abertura possível.

Obturador

As indicações do obturador se referem ao tempo de abertura do diafragma. Quanto maior for o tempo, maior quantidade de luz será captada. 

Indicamos o uso de um tripé para fazer fotos com maior tempo de abertura do diafragma, pois isso evitará que a imagem saia borrada e desfocada. Ajuste, em sua câmera,  a velocidade em frações de segundo, como ½, ¼ ou 1/2000 – um tempo bem rápido. Saiba utilizá-lo e fotos com lindos efeitos de luz poderão ser feitas. 

Luz: sua foto depende muito dela!

Uma boa iluminação faz a diferença numa foto. Você pode conseguir uma se equilibrar a intensidade de luz que incide sobre o objeto principal e o plano de fundo. Não dá pra confiar só na iluminação de um pôr de sol, pois ela pode acabar com o primeiro plano da sua fotografia.

Procure perceber qual a direção da luz e a sua suavidade. Luzes duras geralmente propiciam sombras ruins no seu objeto. Às vezes, uma mudança no seu ângulo pode resolver isso e, caso esteja num estúdio, mudar a fonte de luz também.

Atenção ao usar o flash! Os que vêm embutidos nas câmeras podem ser problemáticos, pois não são reguláveis. Em um ambiente com menos luz que o flash, as fotos ficam com um primeiro plano super claro e um fundo escuro demais. 

Profissionais usam flash externo, com luz apenas um pouco mais forte que a do ambiente e direcionada para o alto para produzir fundos mais detalhados.

Foco

Assim como a luz, o mau uso do foco pode prejudicar sua fotografia. As lentes objetivas permitem a captação de um plano por vez. É interessante ativar o ajuste de foco manual para praticar bastante e fotografar algum objeto específico.

Composição 

É a arte de harmonizar uma imagem. Um fotógrafo deve se preocupar com o bom enquadramento da foto, equilibrando todos os objetos que farão parte dela. Invista bastante tempo praticando isso!

Dica final para um fotógrafo iniciante: limpe sua lente!

Se deixar acumular sujeira, poeira, manchas e marcas de dedos não é uma boa ideia. Saiba que uma lente suja favorece a criação de fotos desfocadas.

Não é necessário limpar a todo momento, mas de vez em quando, limpe a lente com uma flanela microfibras.

Curtiu as dicas? Coloque-as em prática e continue aprendendo. Aliás, nós da Áurea Fotográfica, de Florianópolis, oferecemos o Curso de Fotografia Básica, perfeito para um fotógrafo iniciante como você! Conheça!

Para conferir mais conteúdos sobre fotografia e audiovisual, acompanhe nosso blog!

Deixe sua resposta