Lightroom e Photoshop: os mais populares softwares para edição de imagens

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Trabalhar no universo da fotografia requer alguns investimentos desde o início da carreira. Além de bons equipamentos, adquirir softwares para edição é fundamental. Mas para quem ainda é novato, pode ser difícil saber qual programa é melhor para o seu trabalho.
Pensando nisso, nós decidimos falar sobre dois softwares muito populares: o Adobe Lightroom e Photoshop. Acompanhe o texto!

 Lightroom e Photoshop: editores complementares

Nós vamos apresentar as características de cada um dos softwares, desvantagens, diferenças e semelhanças, mas isso não significa que você precisa escolher somente um. Ambos podem ser usados em conjunto, cabendo a você analisar se isso é possível para os seus objetivos.

Photoshop

O Adobe Photoshop é o software de criação de imagens e design gráfico mais usado no planeta! Lançado em 1990, suas funcionalidades têm aumentado cada vez mais, seja através do lançamento de novas versões ou de plugins.

Usado por fotógrafos, designers e outros profissionais do mundo audiovisual, O Photoshop possibilita diversos tipos de criações. Recortes, efeitos, montagens, fusões, composição de imagens 2D e 3D, edição de vídeo e rastreamento completo das alterações, são só alguns de seus recursos.

Novidades da última versão

Na versão para desktop lançada em junho deste ano, a seleção de retrato foi aperfeiçoada, assim como o Adobe Camera Raw teve seu espaço de trabalho melhorado.

Agora também é possível ter todas as fontes da Adobe disponíveis automaticamente e usufruir de maior precisão com Fonte semelhante aprimorada
Outra novidade é a oferta de padrões giratórios, onde o usuário pode alterar a orientação e adicionar uma rotação nas camadas Sobreposições de padrão e Preenchimento de padrão.

Desvantagens

O Photoshop – disponível também para iPad – é pouco intuitivo, portanto, aprendê-lo requer muita prática.

Os arquivos RAW só podem ser editados com o uso da extensão Adobe Camera RAW – aperfeiçoada na última versão -, ou seja, não é um recurso interno do software

Mas sua principal desvantagem é a ausência de funções de gerenciamento de arquivos, recurso encontrado no Lightroom.

Lightroom

O Lightroom é um software focado em fotografia e conta com recursos de captura, edição, compartilhamento e gerenciamento de imagens. Por isso ele é ideal para quem precisa lidar com uma grande quantidade de arquivos, tudo isso numa interface simples e intuitiva.

Destaca-se, ainda, pela capacidade de leitura automática das fotos e vídeos importados, com rápida geração de um catálogo de dados com informações como ISO, velocidade do obturador e abertura. 

Novidades da última versão

O Lightroom, disponível para desktop, iOs, Android e iPad, possui novas versões desde junho deste ano.

Agora é possível compartilhar fotos com outros usuários e, na versão desktop, segui-los. Outra boa novidade é o ajuste do Matiz local que permite recolorir facilmente objetos em uma cena e fazer outras ajustes sutis sem alterar as cores de outras áreas da fotografia.

Confira outro novos recursos:

  • Editar a mesma foto várias vezes e salvar as versões sem criar cópias.
  • Personalizar configurações de importação para RAW.
  • Adicionar marcas d’água de texto (versão desktop).
  • Enviar fotos para o Photoshop pelo iPad (e vice versa).
  • Localizar câmeras e lentes compatíveis para Lightroom.

Desvantagens

Em nenhuma versão do Lightroom é possível editar em camadas e apesar de ser fácil de trabalhar, não possui ampla relação de comandos. 

Semelhanças e diferenças

Tanto o Adobe Photoshop e o Adobe Photoshop Lightroom fazem parte da Creative Cloud e trabalham com os mesmos formatos de arquivos – jpeg, tiff, png e raw. Ambos oferecem muitas das mesmas ferramentas, desde as mais básicas até as mais avançadas.

Mas enquanto o Lightroom possibilita alterar fotos sem modificar o arquivo original, o Photoshop possui uma edição destrutiva, ou seja, as alterações interferem definitivamente na imagem original.

Para evitar isso, a imagem editada deve ser salva num formato interno – PSD, para depois ser exportada em novo formato. Além de dar mais trabalho, mais arquivos vão ocupar seu HD.

Isso não acontece no Lightroom, pois todas as alterações feitas são salvas dentro do próprio software e somente o arquivo exportado terá as modificações. Por fim, o recurso de classificação de imagens está presente apenas no Lightroom.

“Mas e agora, qual eu devo escolher?”

Lightroom e Photoshop são ótimos e podem ser usados juntos, mas depende do que você faz. O primeiro é indicado para profissionais que processam muitas fotografias, pois o ciclo inteiro pode ser feito no software, inclusive a organização e o compartilhamento.

O Photoshop, por sua vez, é eficiente para aqueles que não trabalham com grande quantidade de arquivos e precisam de edições mais profundos e diversas.

Agora é com você! Mas depois da sua escolha, venha para Áurea Fotográfica em Florianópolis, e aprenda nos nossos cursos de Adobe Photoshop e Adobe Lightroom!

Para conferir mais conteúdos sobre fotografia e audiovisual, acompanhe nosso blog!

Deixe sua resposta